AQUELE PETARDO DE BRUNO!

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Jaime Machel
 
O Maxaquene eliminou o Desportivo de Maputo da Taça de Moçambique, numa partida que não teve sinais condizentes com a idade e história dos dois adversários, num dos derbies mais antigos do futebol moçambicano. O Maxaquene, que completou 98 anos de existência, e o Desportivo 97 em Maio passado, militam actualmente em escalões diferentes, na I Liga e na “Segundona”, respectivamente, mas conseguiram levar um número considerável de adeptos, entre figuras de destaque na arena desportiva. Aliás, foi o Desportivo, como é-lhe característico, que juntou algumas figuras num espírito de união para conceder energias positivas aos seus jogadores, alguns dos quais inexperientes, que enfrentavam um adversário que mesmo não estando a respirar boa saúde como num passado recente detém um conjunto mais maduro, com jogadores com muitos quilómetros de carreira, que conferem a experiência necessária para saber enfrentar grandes embates. Miguel dos Santos e Pedro Sitói, velhas glórias do Desportivo de Maputo, acompanhados pelo seu presidente, Inácio Bernardo, presenciaram a partida bastante empolgados, juntamente com os mambas Dominguez, Mexer e Zainadine Jr, formados no clube “alvi-negro”, mas a evoluir em outras paragens, aproveitando o momento de férias em Maputo para fazer aproximação à sua equipa e adeptos, que em grande medida fizeram fotografias. O “veterano” Muandro, recentemente regressado ao Desportivo, esteve também na bancada, com os seus antigos colegas de equipa que tiveram melhor sorte indo jogar para fora do país e naquele instante engajado no apoio ao seu clube de coração.