A última cartada para Rio-2016

Texto de Deanof Potompuanha

Fotos do Arquivo

O atleta olímpico Neuso Sigaúque é um dos seis atletas nacionais que beneficiaram da bolsa do Comité Olímpico Internacional em finais do ano passado. Depois de dois meses e 15 dias no Uzbequistão, o atleta faz uma avaliação negativa do ano 2014 e conta com pelo menos oito competições em 2015 para melhorar o “ranking” mundial e qualificar-se para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016.

Por vários anos, Neuso Sigaúque esteve em França, num dos maiores centros de alto rendimento da modalidade, com apoio do Comité Olímpico de Moçambique (COM). No entanto, no ano transacto foi transferido para o Uzbequistão, país que tem uma escola de judo diferente de França, que é mais tecnicista e a actual usa mais força física.

Curiosamente, foi no ano passado que teve um dos anos negativos, com péssimos resultados, tal como reconheceu durante a nossa entrevista. O judoca que esteve nos últimos Jogos Olímpicos de 2012 experimentou várias dificuldades que espera superar este ano, pois está ciente que não terá outra oportunidade de estar no maior evento desportivo. A sua primeira competição será já em Março, na Tunísia.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

Publicidade