“CHAMPIONS”: O TÍTULO QUE FALTA AOS GÉMEOS NOVELA

Por: DEANOF POTOMPUANHA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos Carlos Uqueio

Orlando e Ermelindo Novela não são os únicos gémeos no nosso meio que se destacam no basquetebol, mas talvez dos que mais chamam à atenção e se destacam nos últimos anos. A Politécnica tem os gémeos Parruque; o Ferroviário de Maputo, onde militam os nossos entrevistados, tem os gémeos Matos (ainda que Augusto, par de Pio, ande ausente); mas os nossos interlocutores têm a particularidade de apresentarem similaridades quase impossíveis de as separar.

Para quem acompanha os seus jogos, provavelmente os diferencie pelo número das camisolas e das posições que cada um deles ocupa em campo, mais nada. Aliás, ainda no escalão juvenil Ermelindo, então no Maxaquene, chegou a usar o documento do seu irmão quando este esteve lesionado.

Há 15 anos no Ferroviário de Maputo (menos dois para Ermelindo), ambos já conquistaram quatro títulos nacionais (desde que chegaram aos seniores), o último dos quais há cerca de duas semanas, ao bater o Ferroviário da Beira por 3-0, no “play-off” à melhor de cinco jogos, algo inédito na Liga Nacional.

Leia mais...