MAXAQUENE DESPROMOVIDO PELA SEGUNDA VEZ EM TRÊS ANOS

Por:DEANOF POTOMPUANHA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto A. Gombe

Já é a segunda despromoção do Maxaquene da Liga Moçambicana de Basquetebol (LMB) em três anos. Os “tricolores”, comandados por Rui Rafael, colocaram em jogo qualquer possibilidade de avançar para a segunda fase da prova e/ou garantir a permanência quando se deixaram derrotar pelo Ferroviário de Nacala, na terceira jornada (62-70). Era a terceira derrota consecutiva. Ademais, tinham pela frente adversários muito fortes, senão candidatos ao título (Ferroviário de Maputo, Ferroviário da Beira, Costa do Sol e o combativo Vaz Team), o que colocava o primeiro clube nacional a conquistar uma prova continental (1985) na rota da despromoção.

O clube com maior número de títulos nacionais (19), seguido apenas pelo Desportivo (sete) é arredado da principal competição nacional, depois de ter sentido a mesma realidade em 2016, ano em que foi despromovido pela primeira vez.

Garantiram a manutenção na LMB os Ferroviários de Maputo e da Beira, Costa do Sol, A Politécnica e Desportivo, em virtude de se terem colocado nos primeiros cinco lugares que garantem a manutenção no principal palco do basquetebol nacional.

Leia mais...