E ENTREVISTA

GOSTO DE SER TREINADOR-ADJUNTO

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Ali Hassan volta a as-sumir a espinhosa missão de construir a equipa principal da Liga Desportiva de Maputo em tempos de vacas magras. Esteve a trabalhar com cerca de 70 atletas e pretende ter um plantel de 28 jogadores. A triagem está quase no fim, havendo a garantia de que o ca-pitão Momed Hagi vai continu-ar a comandar uma equipa que, apesar da juventude, tem am-bição de fazer uma boa época.

 As portas de entrada de um novo treinador na Liga Despor-tiva ainda não estão totalmente fechadas, até porque Ali Hassan faz questão de ser treinador--adjunto, como ele próprio explica na entrevista que se se-gue.

PREPARAÇÃO CONTURBADA

- Como está a ser a prepara-ção da época?

– Até aqui tem sido uma preparação conturbada, pelo número dos jogadores que se apresenta na Liga. Iniciamos a preparação com 70 a 80 jogado-res e, neste momento, estamos com cerca de 40, gradualmente vamos fazendo a triagem dentro daquilo que a equipa necessita. Penso que estamos a fazer um trabalho ingrato, porque há jo-gadores com idênticas qualida-des, semelhanças, e nós pre-terimos deste e buscar aquele. Muitas vezes não cai bem para o próprio jogador, mas tentamos ser o mais justo possível para com a nossa escolha.

- Há alguma continuida-de do trabalho realizado época passada?

– Estamos a fazer um traba-lho direccionado para aquilo quesão os princípios da Liga neste momento, que é tentar formar, credibilizar alguns jovens e ten-tar fazer com que a equipa saia a ganhar neste negócio. Ano pas-sado tivemos dois jogadores que saíram, Mexer e Raúl, e penso que este ano, pela matéria que temos, é possível que possamos ter algum atleta a emigrar. Vai depender deles, tudo depende deles, nós fazemos uma parte, eles têm de fazer outra. Pratica-mente nós fazemos 20 por cen-to, eles têm de fazer 80. Agora é complicado trabalhar com 40 jo-gadores. Nesta altura da época já devíamos ter um plantel defini-do já a trabalhar a 100 por cento naquilo que será o nosso modelo e o sistema de jogo, consoante os adversários que vamos ter, mas estamos a trabalhar a 100/hora.

Por: CUSTÓDIO MUGABE
Foto de Arquivo
Publicidade
Subscreve se no Jornal Digital

Moçambola 2019

Pos Equipe J V E D GC GM Pts DP
1. C. do Sol 30 20 6 4 25 56 64 +31
2. UD Songo 30 19 3 8 29 47 59 +18
3. Fer. Maputo 30 13 9 8 22 34 43 +12
4. Fer. Beira 30 12 9 9 25 34 43 +9
5. Fer. Nacala 30 12 5 13 31 28 40 -3
6. ENH 30 10 11 9 30 29 37 -1
7. LD Maputo 30 11 7 12 36 30 37 -6
8. Textafrica 30 11 7 12 30 22 37 -8
9. Des. Maputo 30 10 10 10 29 35 36 +6
10. Incomáti 30 10 10 10 31 29 36 -2
LD Maputo 5 : 4 Des. Maputo
Têx. Púnguè 1 : 1 Nacala
B. de Pemba 1 : 2 ENH
Chibuto 1 : 0 UD Songo
Fer. Nacala 1 : 0 Fer. Beira
Fer. Nampula 2 : 1 C. do Sol
Maxaquene 1 : 0 Fer. Maputo
Textafrica 1 : 1 Incomáti

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Script:
Topo
Baixo