ÚLTIMOS DOZE PONTOS ESTÃO EM JOGO PARA DECIDIR TUDO

Por: Joca Estêvão
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Fotos de Arquivo

Com o empate diante da Liga Desportiva do Songo, a União Desportiva do Songo passa a depender unicamente de si para conquistar o Moçambola-2018. Os hidroeléctricos estão com quatro pontos de avanço sobre o segundo classificado, o Ferroviário de Maputo, ou seja, 54 contra 50 pontos, respectivamente. Nesta altura os dois primeiros classificados é que estão em melhores condições para atacar o título. Os hidroeléctricos se ganharem todos os jogos que faltam perfazem 66 pontos, enquanto o Ferroviário de Maputo, na mesma circunstância, pode chegar aos 62 pontos. A Liga Desportiva de Maputo, que matematicamente ainda pode chegar ao título, se for totalista pode chegar aos 57 pontos.

Apesar da vantagem sobre os seus concorrentes mais directos, a União Desportiva do Songo não vai ter jogos fáceis até ao fim. Na próxima jornada vai ao Chiveve para medir forças com o Ferroviário da Beira, antes de receber o ENH, que está em situação de aflição, depois de ter perdido dois jogos consecutivos, e depois jogará em Quelimane, diante do 1º de Maio local. Os “operários” não estão nada tranquilos e já provaram que em sua casa não são “pêra-doce”. O fim do campeonato para a equipa de Nacir Armando será em casa, frente ao Maxaquene, que neste momento já garantiu a permanência no Moçambola, mas que joga a sua honra e prestígio.

O Ferroviário de Maputo vai deslocar-se a Nacala para enfrentar o seu homónimo, na zona de aflição na tabela classificativa, na próxima jornada, e em seguida recebe o Textáfrica, já com a ma
nutenção garantida. Deslocar-se-á ao Chiveve para medir forças com o Ferroviário local, que ainda não garantiu a manutenção até agora, e termina a prova com recepção ao ENH que, já o dissemos, está em aflição constante.

Leia mais...