REENCONTRO DOS CARRIS?

Por: Júlio Paulino
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Luís Massalo
 

Depois de duas derrotas consecutivas averbadas na região centro do país o Ferroviário de Nampula inverteu este ciclo negro no último fim-de-semana na recepção ao ENH FC, onde teve uma vitória (2-0) caseira. Pressionados pelos últimos resultados, os donos da casa entraram recuados, quiça para estudar o adversário, curiosamente mesma estratégia usada pelos visitantes, daí que os primeiros minutos foram monótonos. Não obstante este período do jogo, os donos da casa foram os que mais vezes visitaram o reduto mais recuado dos visitantes, e com algumas jogadas de realce, mas sem a devida finalização. A título de exemplo, aos dois minutos furaram o esquema defensivo, dentro da pequena área. Houve uma jogada de insistência junto ao guarda-redes Joaquim, mas este fez uma defesa apertada, tendo sacudido a bola para fora das quatro linhas, passando para a história o perigo que poderia culminar com a inauguração do marcador. No primeiro quarto de hora o guarda-redes da equipa treinada por Antero Cambaco cometeu erros fatais que se circunscreveram em perda de bolas a favor do seu adversário, mas os forasteiros não souberam tirar proveito, o que poderia lhes ter conferido a saída da primeira parte com vantagem. Por outro lado, os donos da casa montavam uma muralha no seu sector defensivo que não era fácil de derrubar. Face a isto os vistantes tentavam fazer remates a meio do meio-campo, que tinham em vista surpreender o guarda-redes caseiro, mas os remates saíam muito mal projectados.

Leia mais...