A FÚRIA DE VICTOR

Por: DEaNoF PoToMPUaNha
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Fotos de Jaime Machel
 

Victor descarregou toda a sua fúria no remate que aos 75 minutos fez balançar as redes de Pedó e deu três pontos aos tricolores, contra um Desportivo de Nacala que jogou reduzido a 10 desde a primeira parte. A expulsão de Silva condicionou os forasteiros, que esperavam assegurar um empate na 13.ª jornada do Moçambola-2018. Os maxacas vinham de uma derrota na ronda anterior diante do Incomáti, por 1-0, na deslocação ao canavial, enquanto o Desportivo de Nacala recebera e vencera o 1º de Maio de Quelimane por 3-1. Querendo voltar às vitórias, o Maxaquene assumiu naturalmente o jogo, estando a jogar em casa. O domínio foi categórico, mau grado não ter conseguido abrir o marcador cedo dado ao festival de falhanços. À passagem dos 31 minutos Silva é admoestado com cartolina vermelha, após travar um atacante tricolor à entrada da área. Na cobrança do livre, Bruno remata tenso mas a bola passa a escassos centímetros do poste esquerdo de Pedó. Vendo a sua equipa reduzida, o técnico José Augusto fez alterações no seu plantel, substituindo Sicander por Bondy. O Desportivo de Nacala conseguiu aguentar a pressão do Maxaquene até ao intervalo.