Maputo quer seis equipas no Moçambola de 2020…

Por: Atanásio Zandamela
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Foto de Inácio Pereira

Já lá vão os tempos em que Maputo fazia jus ao estatuto de maior associação de futebol do país, poderio perdido nos últimos dois anos, ao ponto de ter ficado em jejum quanto às conquistas do Moçambola e, para piorar, os seus
representantes da Divisão de Honra não conseguem ascensão em igual período, o que reduziu o número de participantes na prova máxima para quatro equipas, menos duas que em 2016.
Esta situação tira sono ao Executivo de Amílcar Jossub, que durante a Assembleia-Geral Ordinária da Associação de Futebol da Cidade de Maputo desafiou os seus filiados a trabalharem para voltarem aos títulos e a ascender à prova máxima do país de modo que em 2020 Maputo tenha seis equipas no Moçambola, como já aconteceu em 2016, ano em que foram despromovidas pela primeira vez na história duas equipas (Desportivo e Estrela Vermelha) da capital do país.
De acordo com Jossub, os clubes devem se empenhar na melhoria da sua organização e das condições de trabalho para obterem os êxitos desportivos pretendidos, desafiando os clubes e a AFCM a trabalharem em conjunto, assumindo “o compromisso de que durante a vigência do mandato da actual Direcção, que termina em 2020, possamos ter no mínimo seis equipas no Moçambola”, disse.

 

Leia mais...