Vamos construir uma equipa do futuro

Longe daquela ambição que nos habitou desde que entrou para o Moçambola, a Liga Desportiva de Maputo, que conta com 10 títulos na sua prateleira, entre campeonatos, Supertaças e Taça de Moçambique, este ano a Direcção do clube decidiu mudar de plano e abraçou novos projectos, colocando as suas prioridades na formação, mas sem com isso descurar das vitórias.

Cerca de dois anos depois, o técnico Akil Marcelino retorna ao Moçambola para abraçar o projecto da Liga Desportiva de Maputo, na sequência da demissão de Daúde Razaque do cargo de treinador principal

por maus resultados tidos no Moçambola passado e do afastamento da Taça de Moçambique.

– Não vale a pena estar a nos enganar a nós mesmos se pensarmos que com esta equipa poderemos conquistar títulos! Se a Liga pudesse comprar jogadores à altura as suas ambições iriam para além de uma manutenção. Temos que ser realistas, não temos matéria-prima e estamos cientes disso. Vamos lutar para construir uma equipa competitiva que possa ombrear com os grandes clubes do país. É natural que iremos também jogar para ganhar jogos, mas o nosso objectivo não passa pela conquista do título este ano, assume o treinador da formação da Liga.

REFORÇOS

Defesas: Pinto e António, Gerson (ex-Costa do Sol) e Gervásio

(ex-UP Lichinga)

Médios: Caldino, Ambino e Nonó (ex-1º de Maio de Quelimane),

Mapanguene (ex-Maxaquene) e Blessing (ex-Têxtil)

Avançados: Amilton (ex-UP Lichinga)

Raimundo Zandamela