Locomotiva da capital é reforçada por Passe, Ussama e Kelo Patrício

Por seu turno, o Chibuto, sem muito alarido, vai se reforçado com jogadores que actuaram na segunda liga. O lateral direito Alan é o exemplo disso.

Em processo de renovação para a próxima temporada, o Ferroviário de Maputo não está a poupar esforços para conseguir ter uma equipa bem mais forte que a que a do ano passado, por forma a lutar para a conquista das duas principais provas em disputa em 2018, sendo o campeonato, a principal aposta da turma a ser chefiada, desta vez, pelo técnico português Nélson Santos.

Todos os sectores da equipa mereceram uma pincelada para por parte da direcção locomotiva, com a clara anuência da equipa técnica, garantindo, primeiramente, as contratações de Frank (ex-Estrela Vermelha), Nélson (ex-Maxaquene), Obel, Maninho (ex-Chibuto), Liberty, Elias Macamo (Liga Desportiva), Loló, Kito, Manucho Guambe (Costa do Sol). Desta feita, o Ferroviário de Maputo decidiu rubricar contratos com mais três elementos para o sector defensivo, intermediário e atacante, nomeadamente Passe (ex-1º de Maio de Quelimane), Ussama (ex-Liga Desportiva de Maputo) e Kelo Patrício (ex-Textáfrica do Chimoio), respectivamente.

Joca Estêvão