O Comboio não apitou no Songo

Apesar das trocas de bola de jogador para jogador, as linhas de passe completamente bloqueadas pelos defensores hidroeléctricos criavam imensas dificuldades de penetração para os donos da casa.

Betão, recebendo do criativo médio Jumisse, arranca um cruzamento do lado direito do seu ataque e cabeceou forte, mas com a bola a resvalar pelo lado direito da baliza à guarda de Binó.

Era notório o domínio da rapaziada de Chiquinho Conde, mas a falta de discernimento dos seus atacantes e mérito da defensiva, que procurava a todo custo evitar sofrer golo, mantinham o nulo no marcador.

Aos 13 minutos a UD Songo chegou ao golo que viria a revelar-se importante para a história deste jogo.

José Cucheza