Faltosos desconhecem a real dimensão da AG

– Havemos de nos reunir, ao nível da Direcção da Liga, para estudarmos a possibilidade do arranque do Moçambola, mesmo antes da assembleia. Temos a consciência de que sempre foi prática que o Moçambola inicie depois de termos os documentos aprovados, mas estamos perante uma situação nunca antes vivida e não nos queremos precipitar sem antes analisarmos. Acho que os estatutos devem ir à revisão para que possamos acautelar este tipo de situações no futuro, diz Ananias Couana, que avalia a situação como resultante do facto de os clubes nunca antes terem avaliado a grandeza e a importância desta reunião.

César Langa/Luís Muianga