Uma “locomotiva” à procura de títulos

É com os olhos postos na conquista das principais competições futebolísticas do país que o Ferroviário de Maputo trabalha desde quinta-feira no campo da baixa, depois de na quarta-feira passada ter apresentado oficialmente as 14 novas – três são juniores – aquisições, incluindo o novo timoneiro, Lucas Barrarijo.

Lucas Barrarijo, que depois de ter sido por duas vezes vice-campeão pelo Ferroviário da Beira, clube pelo qual venceu duas Taças de Moçambique, levou o Clube do Chibuto ao terceiro posto em 2016, apresenta-se com um discurso em consonância com o desejo de triunfar da Direcção: “a equipa técnica assim como jogadores estão aqui de corpo e alma para dar tudo que estiver ao seu alcance para que possamos atingir os objectivos traçados pela Direcção. O Ferroviário disse que queria que possamos ganhar em todas as provas. Vamos lutar para que isso seja possível.

Barrarijo assume que o Ferroviário é um clube grande que à primeira vista quer ganhar títulos, daí que afirma nos comprometemos a lutar para que realmente isso seja possível. Não vai ser fácil, mas esperamos que tudo corra bem e que possamos atingir os objectivos.

Atanásio Zandamela/Luís Muianga

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

Publicidade