Chiquinho Conde pode voltar ao Chiveve

O Ferroviário da Beira conquistou o título começando com Wedson Nyerenda e terminando com Aleixo Fumo, mas a Direcção pretende melhorar ainda mais a constituição da equipa técnica para dar melhores garantias nos compromissos nacionais e internacionais.

Daí que além de Aleixo Fumo tem outros candidatos à vaga de treinador-principal para 2017. Chiquinho Conde, ainda em litígio com o Maxaquene (afastado do comando técnico por desinteligências com a Direcção, ainda tem vinculo com os tricolores até o final de 2017), é uma das fortes apostas dos locomotivas do Chiveve, clube onde o jogador despontou antes de rumar a Maputo para jogar pelo Maxaquene e posteriormente para o futebol português.

A outra hipótese para o Ferroviário da Beira é Lucas Bararijo, conhecedor dos cantos da casa e com quem o clube ganhou duas Taças de Moçambique. Bararijo é tido como um dos arquitectos do momento que o clube vive actualmente.

Entretanto, chegam-nos informações que tanto Chiquinho Conde como Lucas Bararijo podem se transferir para o Ferroviário de Maputo. Conde não saiu de maneira saudável do clube, mas nada que não seja sanável, enquanto Lucas Bararijo pode reencontrar Victor Matine, com quem trabalhou no Ferroviário da Beira com sucesso. 

Joca Estêvão/Luís Muianga

 

 

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

Publicidade