Manutenção garantida na Bela Vista

Importa realçar que Boris Pucic, treinador do ENH, agrediu o árbitro Arlindo Nuvunga no final do jogo com uma cabeçada, alegando má arbitragem, ao assinalar uma grande penalidade que deu origem ao golo ao Ferroviário de Nacala, aos 55 minutos, da autoria de Marufo.

Jogando no seu meio, com pouco público nas bancadas, os pupilos de Rogério Balate  não tiveram dificuldades para vencer a equipa do ENH de Vilankulo,  por 1-0, num jogo em que os visitantes pouco fizeram no jogo para, no mínimo, chegar ao golo do empate.

O Ferroviário de Nacala entrou na partida com intenções de chegar ao golo mais cedo, com bom caudal ofensivo, a pressionar e sem dar espaço de manobra à equipa forasteira, que optava por jogar no erro do seu adversário e muito calculista.

O ENH de Vilankulo começa a enfrentar dificuldades no jogo a partir do minuto sete, quando Chelito causava imensas dificuldades ao lateral esquerdo Sergito, que não conseguia parar as cavalgadas do extremo, mas Marufo, aos 15 minutos, isolado, não consegue bater Acácio e atira ao lado do poste esquerdo, a escassos metros, para desespero dos adeptos e torcedores dos “locomotivas”.

Os visitantes passam a jogar em contra-ataques rápidos e jogadas longas, explorando a velocidade de Gimmy, que facilmente era controlado por Ibraimo e Idrissa, os centrais do Ferroviário de Nacala.

Uma das evidências claras desse ascendente e o balanço ofensivo dos “locomotivas” de Nacala foi aos 40 minutos, quando Marufo recebe a bola de Chana, passa pelo central Filipe, é carregado na grande área, mas o árbitro Arlindo Nuvunga não quis assinar o castigo máximo, alegando simulação, sem, contudo, mostrar o amarelo ao avançado dos “locomotivas” de Nacala.

Daí em diante, nada mais se viu no jogo digno de realce, para lá de um Ferroviário de Nacala a imprimir muita dinâmica na quadra e sem arte e génio para finalizar, ante forasteiros que se limitavam a defender no seu último terço para não sofrer. Pouco depois veio o intervalo com o nulo no marcador.

Abubacar Ahamade

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..