Vamos decidir em casa

Resta-nos pensar no jogo da segunda "mão". A eliminatória não está perdida. Aliás, esta eliminatória estaria mais aberta se o árbitro tivesse assinalado uma grande penalidade a nosso favor na segunda parte. Fez vista grossa e prejudicou-nos” Cooper Sonoh, treinador do BYC da Libéria.

Chiruclério Ndatoma/Mac