Queríamos ganhar mais medalhas

Atanásio Zandamela

Foto de Luís Muianga 

Ainda que se mostre feliz com os resultados alcançados pela delegação que esteve nos XI Jogos Africanos, Brazzaville-2015, o ministro da Juventude e Desporto, Alberto Nkutumula, não esconde que a pretensão, com o envio da maior delegação da história das participações moçambicana além fronteira, era de conquistar mais, por isso defende que não se deve ignorar aqueles que dizem que não basta.

Falando quinta-feira na recepção da delegação que esteve entre 31 de Agosto e 22 de Setembro nos Jogos Africanos, o titular da pasta da Juventude e Desporto mostrava-se feliz pelos resultados alcançados, mas desafiou aos desportistas e não só para que trabalhem mais.

"Ganhamos medalhas sim, mas vamos ignorar aqueles que dizem que isso não basta? Portanto para nós não basta. Nós queríamos ganhar mais medalhas, mas para isso é preciso olharmos para as circunstâncias concretas em que a competição teve lugar. Quem foi competir? Foram os melhores de Moçambique?"

Para Nkutumula não faz muito sentido que alguém me diga quatro anos depois que não teve tempo suficiente para preparar um evento. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão