Começa a verdadeira caça às medalhas

Com a entrada em cena esta semana das modalidades consideradas à primeira vista como sendo as que possuem melhores possibilidades de lutar pelo pódio, a avaliar pelos resultados que tem conseguido, fica-se nas expectativas de ver nos próximos seis dias os primeiros atletas de medalha ao peito.

Para começar, Moçambique disputa hoje duas finais de ginástica (dupla e tripla) e esta manhã estreia-se o karaté, modalidade medalhada na edição disputada na capital do país, na quarta o basquetebol onde se espera muito da selecção feminina que tem a particularidade de querer aproveitar este evento para preparar-se para o Afrobasket-2015, a iniciar dia 24 do corrente mês, e no domingo o judo. Mas é no atletismo, concretamente no adaptado, cuja as provas iniciam somente no domingo, onde residem as maiores possibilidades de medalhas, porque quem tem Edmilsa Governo e Maria Muchavo tem obrigação de sonhar alto até porque nos habitaram a grandes voos. Mas não esquecemos que no convencional Kurt Couto, que esteve nos Campeonatos do Mundo - conseguiu os mínimos olímpicos - tem obrigação de fazer um pouco mais não somente por ser o melhor da modalidade, mas porque tem obrigação de melhorar ou no mínimo defender a prata de Maputo.