Guebuza acredita na conquista do Afrobasket

concretizar o sonho de tornar o nosso país parte da bela história do desporto mundial, conquistando a 23.ª edição do Afrobasket que começou na última sexta-feira, em Maputo.

O Chefe de Estado fez estas declarações ao fim da manhã de quarta-feira, no seu gabinete de trabalho, durante a cerimónia de saudação ao “cinco” nacional que, desde sexta-feira (20) a 29 de Setembro corrente, recebe o Campeonato Africano das Nações de Basquetebol, com o objectivo primário de ocupar um dos dois primeiros lugares, os únicos que qualificam os representantes do continente africano ao Campeonato do Mundo de 2014, a decorrer na Turquia.

No seu discurso dirigido às atletas, treinadores, pessoal de apoio à equipa, membros da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) e quadros do Ministério da Juventude e Desportos (MJD), que esteve representado pelo respectivo titular, Fernando Sumbana Júnior, Guebuza disse repetidas vezes que as atletas devem ir a este campeonato sabendo que os moçambicanos acreditam nelas.

- Vão [ao Afrobasket] sabendo que nós queremos ser campeões. Nós acreditamos em vós e sabemos que são capazes. Também sabemos que transportam no coração este grande Moçambique com o seu maravilhoso povo– frisou Armando Guebuza, que no final da audiência foi convidado pelo presidente da FMB, Francisco Mabjaia, para no dia 29 de Setembro assistir ao jogo da final da competição.

E nessa final, que será no dia em que se estivesse vivo o primeiro Presidente e fundador do Estado moçambicano, Samora Moisés Machel, completaria 80 anos, Guebuza quer que uma das selecções intervenientes no jogo do título seja a moçambicana.

É que, chegada à final, a Selecção Nacional já terá garantida a participação no Mundial da Turquia-2014, mas ainda faltará conquistar o título que falhou precisamente no último jogo da competição nas duas anteriores ocasiões em que organizou o evento.

Em 1986 e 2003, a equipa nacional perdeu sempre no jogo da final, primeiro diante do ex-Zaire, actual República Democrática do Congo, e depois frente à Nigéria, por 68-64 e 69-63, respectivamente.

Por isso, Armando Guebuza quer que à terceira vez que Moçambique organiza o Afrobasket conquiste, finalmente, o grande título que falta ao basquetebol feminino em África, onde em clubes já venceu a Taça dos Campeões por cinco ocasiões, nomeadamente pelo Maxaquene (1991), Académica (2001), Desportivo de Maputo (2007 e 2008) e Liga Muçulmana (2012).

- O sonho dos moçambicanos deve ser concretizado por vós, porque vocês é que são Moçambique a partir da próxima sexta-feira. Nós vamos aguardar pelos jogos e acompanharemos com toda a atenção o momento em que Moçambique fará parte da bela história do desporto mundial– disse Guebuza, em alusão ao objectivo de ver a Selecção Nacional ganhar o Afrobasket e qualificar-se, também pela primeira vez, ao Mundial da modalidade.

NGULELA MANIFESTA

PROFUNDA SATISFAÇÃO

Por sua vez, a capitã da equipa moçambicana, Deolinda Ngulela, manifestou profunda satisfação pela audiência concedida pelo mais alto dignitário do país, ao mesmo tempo que reafirmou a sua prontidão em “representar condignamente o nosso país e conquistar uma medalha que possa colocar Moçambique num patamar de grande destaque.”

Para a jogadora, “nesta nobre missão”, a equipa conta com o “inspirador apoio do Presidente da República”.

- Contamos também, e antecipadamente agradecemos, com o apoio incondicional do povo moçambicano, do nosso Governo, da comunidade desportiva e do empresariado– disse a jogadora que em 2003, última vez em que Moçambique organizou o Afrobasket, foi eleita como a melhor jogadora da competição (MVP).

Refira-se que na sexta-feira, no primeiro dia do Afrobasket, cujos jogos decorrem todos no Pavilhão do Maxaquene, a Selecção Nacional devia ter feito a sua estreia defrontando o Zimbabwe.

Recorde-se que na primeira fase Moçambique está no Grupo A, do qual fazem parte Zimbabwe, Egipto, Argélia, Costa do Marfim e Senegal.

No Grupo B estão as selecções de Angola, campeã em título, Nigéria, Mali, Cabo Verde, Camarões e Quénia.

À EXCEPÇÃO DE CECÍLIA HENRIQUES

A mesma equipa

desde Junho de 2012

À excepção da estreante poste Cecília Henriques, Moçambique manteve praticamente a equipa com a qual tem vindo a trabalhar desde que Nazir Salé reassumiu o comando técnico da Selecção Nacional e a conduziu no Torneio Pré-Olímpico da Turquia, em Junho de 2012, que tinha como objectivo a qualificação de mais cinco países aos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Dessa equipa à actual, a única alteração a registar é de Sheila Ventura, base/extremo da Universidade A Politécnica que saiu do grupo, em troca com Cecília Henriques, do Ferroviário de Maputo.

Quanto às demais jogadoras, mais do que estarem no grupo desde o ano passado, são há anos habituais “clientes” da Selecção Nacional.

 

                                                IDADE                ALTURA           PESO               POSIÇÃO

1.      Deolinda Ngulela        32                    1.70m              65 kg               Base

2.      Valerdina Manhonga   32                    1.63m              69 kg               Base

3.      Anabela Cossa           27                    1.71m              --                     Base/Extremo

4.      Filomena Micato         27                    1.68m              --                     Extremo

5.      Rute Muianga            30                    1.76m              74 kg               Extremo

6.      Cátia Halar                 30                    1.74m              70 kg               Extremo

7.      Odélia Mafanela          25                    1.80m              75 kg               Extremo

8.      Ana Flávia                  36                    1.84m              82 kg               Extremo/Poste

9.      Cecília Henriques        23                    1.83m              94 kg                Poste

10.  Deolinda Gimo              26                    1.89m              86 kg                Poste

11.  Leia Dongue                22                    1.84m              85 kg                Poste

12.  C. Machanguana           39                    1.97m              82 kg                Poste  

Texto de Narciso Nhacila

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Fotos de Domingos Elias