O elevadíssimo preço da desconcentração

Reginaldo Cumbana, em Ndola

Fotos de Field Chinymba

A selecção nacional de futebol de Moçambique averbou sábado último uma pesada derrota (3-0) diante da selecção da Zâmbia, no Levy Mwanawasa Stadium, em Ndola, Zâmbia, em jogo inserido na primeira mão da última eliminatória de acesso ao CAN-interno. A segunda mão é já fim-de-semana. E ainda podemos sonhar com o Ruanda-2016.

Em jogo estava não só a eliminatória, mas do lado dos moçambicanos era imperioso responderem se seria desta que quebrariam o enguiço, uma vez que nos confrontos com os zambianos Moçambique observa uma eterna desvantagem. Portanto, uma eventual vitória dos Mambas seria mais do que uma vantagem na eliminatória. Seria um resultado histórico nos confrontos entre as duas equipas.

E olhando para a génese desta competição, uma vitória de Moçambique não estava fora de hipótese. É que por norma nenhuma das selecções deve alinhar com jogadores que actuam fora dos respetivos países e nessa condição a Zâmbia não contaria, evidentemente, com o esquadrão da diáspora, que é onde sempre levou vantagem sobre Moçambique.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Próximo Jogo

sábado, 30 março 2019
F. Beira vs Textáfrica
00:00 | Beira
F. Maputo vs Desportivo
00:00 | Maputo
L.D. Maputo vs ENH
00:00 | Maputo

Publicidade