Tudo ou nada na quarta diante Nigéria

Para estes Moçambique tem que garantir pontuação nesta partida, que se disputa esta quarta-feira a noite (20.00horas) e esperar que Mali e África do Sul empatem de modo que se chegue ao jogo decisivo próximo domingo com hipóteses matemáticas de qualificação.

As duas equipas vêm de derrotas na jornada inaugural, o que faz do jogo de depois de amanhã quase que decisivo.

Um empate até pode deitar as duas equipas quase que fora do torneio, caso o mesmo resultado se verifique no jogo entre a África do Sul e o Mali que, na primeira jornada, derrotaram Moçambique e Nigéria, por 3-1 e 2-1, respectivamente.

lutaremos até

onde pudermos

João Chissano disse que depois de não ter conseguido o resultado desejado ante o anfitrião (África do Sul) Moçambique tem que depositar toda sua energia para o desafio frente a Nigéria, que vai ser difícil como, aliás, serão os três jogos da série "A", que tem sede em Cape Town.

- O próximo jogo (contra a Nigéria) vai ser bastante difícil. Como já o havíamos dito antes os três jogos do grupo seriam extramente difíceis e continuo a dizer o mesmo. Admito que o primeiro era preponderante, mas não conseguimos. Agora sabemos que teremos mais dois jogos complicados contra duas boas selecções e lutaremos até onde pudermos – disse o seleccionador nacional.

João Chissano diz que apesar de a equipa que está no CAN Interno não ser a mesma não se pode deixar de admitir que a Nigéria é actual campeã em título.

- A Nigéria é campeã africana, título que ganhou ano passado, é certo com jogadores que estão alguns na Europa, mas a Selecção da Nigéria é sempre forte – lembrou o treinador.

Tudo continua em aberto

 - Dário Khan, capitão dos Mambas

O capitão da Selecção Nacional de Moçambique, Dário Khan, considera que tudo ficou complicado, mas enquanto houver hipóteses de se qualificar a equipa tem que se concentrar nos dois jogos que se seguem.

- Sei que a nossa expectativa era outra, mas começamos a perder o que é mau. Apesar de as nossas pretensões terem ficado condicionados por esta derrota, por termos começado mal, vamos continuar a trabalhar – garantiu o capitão.

Para Dário Khan o importante é que Moçambique ainda tem a qualificação em aberto desde que a equipa volte a concentrar-se para os jogos que se seguem.

- Sabemos que começar a perder é mau, mas sabemos que tudo continua em aberto, pois ainda temos dois jogos que vamos procurar vencer e esperar que os outros tenham algum deslize – perspectivou o atleta, um dos mais experientes da equipa.

Nada está perdido...

- Soarito, guarda-redes dos Mambas

O guarda-redes de Moçambique, Soarito, diz que o importante é que ainda há dois jogos pela frente e é necessário maior concentração.

- No futebol acontecem todos resultados. Foi um bom jogo entramos a ganhar mas depois tivemos penalte que deixou tudo complicado. Mas nada está perdido porque ainda temos dois jogos e é preciso acreditar-se e apoiarem ainda mais porque estamos aqui por mérito. Ninguém trabalha durante semana para depois perder o jogo – lembrou o atleta, um dos responsáveis pela qualificação do país para o seu primeiro CAN-Interno.

Soarito diz que viu o jogo entre os outros adversários, mas preferiu não avalia-los. 

- É certo que vimos o jogo entre Nigéria e o Mali, mas não podemos nos preocupar com isso porque cada jogo tem sua história. Estas são equipas fortes, mas vamos entrar para cada um dos jogos a pensar em ganhar. Respeitamos a todos adversários, mas acreditamos em nós. Será bom pontuar com a Nigéria para continuarmos a fazer as contas da qualificação – disse o guarda-redes moçambicano.

Agora é que começa o CHAN

- Kito, médio da Selecção Nacional

O médio Kito disse, por seu turno, que o resultado não era o esperado, mas tem fé na mudança a partir desta quarta-feira frente a Nigéria.

- O resultado não foi aquele que esperávamos apesar de termos entrado bem, pois estivemos a ganhar. Infelizmente depois sofremos um penalte que para nós não existiu. A partir daí tudo complicou-se e como se não bastasse na segunda parte voltamos a entrar mal e sofremos aquele golo inesperado – disse o jogador.

Para Kito o mais importante é manter-se concentração para os jogos que se seguem, sobretudo o de quarta-feira frente a Nigéria.

- Há que esquecer o que aconteceu a pensar no jogo da próxima quarta-feira contra a Nigéria. Vimos o jogo que fez com a Mali e pareceu-nos que está ao nosso alcance. E oxalá que Deus nos acompanhe e podermos ganhar porque na verdade o campeonato para nós começa na quarta-feira – lembrou o atleta que, para a temporada de 2014, vai representar a Liga Muçulmana, depois de deixar o Maxaquene.

O médio pede ao povo moçambicano para continuar a acreditar na sua potencialidade porque, na sua óptica, “somos capazes e vamos continuar a trabalhar nesse sentido.”

Texto de Atanásio Zandamela, nosso enviado a Cape Town