Mário Coluna é mestre em Liderança Desportiva

Na ocasião, João Leopoldo da Costa, Magnifico Reitor do ISCTEM, disse que aquela instituição de ensino superior, ao se decidir pelo lançamento de uma mascote, tinha em primeiro lugar de encontrar uma figura carismática, que tendo acreditado num sonho, grão a grão foi crescendo com objectivos muito claros sobre o que queria na vida, e não se deixou levar por elementos que distraem, ainda que de lucro fácil e imediato.

– Era preciso encontrar alguém que no seu dia-a-dia se mostrou forte, persistente, pois o ISCTEM é produto de um sonho de pacatos cidadãos, que com determinação e perseverança apostaram em investir no ensino, como contributo ao desenvolvimento do país, e de outros que acreditando no ISCTEM fizeram deste seu campo de formação, sublinhou.

João Leopoldo da Costa disse ainda que o ISCTEM procurou igualmente alguém que, vindo de uma família humilde, inconformado com sua condição social e económica, sempre lutou na vida e de cidadão anónimo se tornou um homem com dimensão mundial, garra esta que, segundo ele, é incutida nos estudantes daquela instituição de ensino superior.

– Defendemos que os estudantes não devem vencer apenas na vida académica, mas também na social e cultural, aliando sempre a vontade de querer singrar em todas as barreiras que se lhes apresentem pela frente, tal como o “Monstro Sagrado”, observou.

– Nascido a 6 de Agosto de 1935, em Moçambique, Coluna foi um dos melhores jogadores do Benfica entre 1954/5 e 1960/70, tendo sido por duas vezes campeão europeu, em 1961 e 1962, o primeiro africano a erguer a taça da Europa como capitão do Benfica. Está entre os 100 melhores jogadores do século XX, segundo a FIFA. Mário Coluna, entre outras virtudes, demonstrou ser um homem veloz, perspicaz, determinado, qualidades que consubstanciam a visão e o “modus operandi” do ISCTEM,salientou da Costa.

Num outro desenvolvimento, a fonte sublinhou que com a globalização, integração regional cada vez mais crescente, ainda que insuficiente, o número de instituições de ensino superior no país e na região não se compadece com os modelos de governação académica assentes nos rotineiros métodos de ensino e programas de formação, mais sim remetem à adopção de estratégias de governação onde o trabalho abnegado, a perspicácia, subtileza, acuidade visual e auditiva devem ser apurados em harmonia.

– Estes são alguns dos atributos simbolizados pela nossa mascote, o Leopardo. Desta simbiose Leopardo e “Monstro Sagrado” vem a Genica, a nossa mascote, na certeza de que com a Genica iremos sempre em frente e venceremos,enfatizou.