EUA facturam 9º título mundial

Redacção 

Prontos. Já está! O que se suspeitava aconteceu. A selecção dos Estados Unidos da América conquistou o Campeonato do Mundo, ao derrotar na final de ontem a sua congénere da Espanha, por 77-64. Deste modo, as americanas chegam ao seu 9º título mundial.

Quarteto de luxo passeia classe

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

Os Estados Unidos da América, Espanha, Austrália e a anfitriã Turquia mostraram ambição e argumentos que bastem para serem consideradas como as grandes candidatas ao título mundial. 

Sou um treinador sem contrato à espera de um clube para treinar

Narciso Nhacila

A última terça-feira, 30 de Setembro, marcou o fim de um ciclo que se espera histórico no basquetebol moçambicano. Se por um lado a data assinala o último jogo da primeira participação de Moçambique no Campeonato do Mundo de Basquetebol em seniores femininos, por outro e para algumas jogadoras será da última vez que jogaram na Selecção Nacional. Para o treinador Nazir Salé, a data marcou o fim de três anos de relação contractual com a Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB).

O legado das excepções

Almiro Santos, em Ankara

Estar num Campeonato do Mundo de Basquetebol, convenhamos, é uma indesmentível excepção para um país que desponta das mais elementares carências e ressurgido de rejeições que nos levaram, durante anos a fio, a dedicarmo-nos com afinco ao ódio em vez de à construção de um estado social onde o desporto – basquetebol incluído – tivesse tido o lugar e a atenção merecida.

O que não quer dizer que, entrementes, nada se tenha feito desportivamente ao longo destes anos todos de, também, uma saga vitoriosa da nossa tribo.

Bem antes pelo contrário e, prova disso, é esta presença aqui em Ankara.

Moçambique empurra Angola para último lugar do Mundial

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

A Selecção Nacional de basquetebol de seniores femininos terminou em 15º lugar da classificação final do Mundial da Turquia-2014. Esta posição é uma posição acima de Angola, bi-campeão africano que com três jogos e derrotas que Moçambique foi, entretanto, empurrado para o último lugar por ter registado que qualquer equipa presente na Turquia no que diz respeito a pontos marcados e sofridos.

Resta manter a dignidade

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

O seleccionador nacional de basquetebol sénior feminino de Moçambique, Nazir Salé, reconheceu as dificuldades que a sua equipa está a enfrentar no Campeonato do Mundo que decorre desde o passado sábado na Turquia. Amanhã joga às 18h00 diante da Turquia.

Evitar erros do passado para continuar a alto nível

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Fotos da FIBA.com

A capitã da Selecção Nacional, Deolinda Ngulela, disse que é importante que o país continue a ter participações assíduas nos escalões de formação de modo a que, no futuro, a selecção principal de femininos se apresente, também, com frequência no Campeonato do Mundo.

Estou a realizar um sonho

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Foto da FIBA.com

A melhor jogadora de Moçambique neste Mundial, Leia Dongue, diz que está a realizar um sonho de criança ao estar a jogar pela primeira vez num Campeonato do Mundo de Basquetebol. A atleta tem liderado as estatísticas da Selecção Nacional nos capítulos de pontos marcados e ressaltos, mas na hora de abordar o destaque que tem prefere dividir o mérito com as colegas.

O futuro do nosso basket passa pelo desempenho de todos

Narciso Nhacila, nosso enviado à Turquia, com o apoio do INADE

O presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB), Francisco Mabjaia, voltou a ter um discurso conciliador na análise ao primeiro jogo de Moçambique no Campeonato do Mundo de seniores femininos. Para Mabjaia, se cada um dos actores da modalidade fizer a sua parte de forma responsável, o nosso país ganhará com frequência em África e terá presenças regulares nos campeonatos do mundo em ambos os sexos.

Moçambique com impossíveis contas de qualificação

Narciso Nhacila, nosso enviado a Turquia, com o apoio do INADE/Fotos da FIBA.com

A Selecção Nacional de Basquetebol sénior feminina de Moçambique tem em risco a sua continuidade no XVII Campeonato do Mundo que desde sábado decorre na Turquia. Depois das derrotas diante do Canadá (69-54) e França (89-45) nos dois primeiros jogos, no sábado e domingo, respectivamente, dificilmente vai passar para o “play-off” de acesso aos quartos-de-final. É que nem uma eventual vitória amanhã diante da anfitriã Turquia evita que a equipa de Nazir Salé se posicione em último lugar do Grupo B.

Pág. 1 de 2

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinão