Muçulmanos querem entrar apontados à baliza malgaxe

O jogo com o Ferroviário da Beira foi o único teste a sério para a partida do próximo sábado. O técnico não espera mudar muito a equipa que conquistou a Supertaça e mostrou-se preocupado com a lesão de Bhéu, acredito que se poderá ultrapassar logo e ainda em relação de Chico, que não fez o jogo por estar fisicamente diminuído.

– É importante que esses jogadores recuperem rápido para dar mais consistência a nossa defesa. Se pensamos entrar no jogo para atacar e fazer golos, não podemos esquecer que temos que ter cautelas a defender, salientou Litos.

Quanto a postura da equipa no jogo de sábado, o técnico português não escondeu a sua vontade de ver a equipa jogando abertamente ao taque, embora não conhece os pontos fortes e fracos do seu adversário.

– Iremos utilizar os jogadores que se apresentem melhores, sobretudo em termos físicos. Se calhar vamos utilizar a mesma equipa que defrontou o Ferroviário da Beira, mais ofensiva, sempre com movimentos de apoios aos jogadores de ataque e pensamos que consigamos fazer mais golos que nos conferiram algum conforto para o jogo da segunda mão,disse o técnico muçulmano, acrescentando que espera que os malgaxes não se fechem muito como foi o caso do Ferroviário depois do intervalo, referindo que dessa forma fica difícil fazer o nosso jogo e marcar golos.

 

JERRY E SONITO PODEM VIR A ESTAR NO ATAQUE

Nos jogos a eliminar disputado em duas mãos é importante que a equipa que jogue primeiro em casa consiga um melhor resultado para poder enfrentar a segunda mão com maior conforto, principalmente porque em competições internacionais em África é sempre uma incógnita o que se vai enfrentar fora.

Dai que Jerry e Sonito, dois avançados experientes deverão ser titulares, podendo Avelino, um jogador mais jovem e com provas dadas estar também equacionado para o jogo com o Caps United. Litos deseja que até ao jogo todos os seus pupilos estejam num nível.

– Gostaria que todos os jogadores pudessem apresentar-se no seu melhor. Embora tenha alguma imagem dos jogadores que puderam alinhar nesse jogo, não há nenhuma certeza até ao momento. Vamos trabalhar durante a semana e ai vamos ver quem oferece melhores garantias para o jogo em que somos obrigados a ganhar por uma margem que nos confira uma relativa tranquilidade ao abordar o jogo da segunda mão, frisou o técnico.

Por outro lado, chegou-se a cogitar a possibilidade da Liga Muçulmana defrontar o Caps United no Estádio do Zimpeto, mas a direcção já informou que esta vai disputar-se no seu campo na Matola, com entradas livres. Abordado sobre a oportunidade de poder jogar no seu campo Litos não escondeu a sua satisfação, referindo ser esta uma vantagem acrescida para a sua equipa.

– Era o meu desejo ver a equipa jogar no nosso campo e é evidente que todos sentimo-nos felizes por isso. Recordo que fomos multados devido os incidentes no último jogo das competições africanas, contra o TP Mazembe, e por isso havia a hipótese da interdição do campo para este jogo, mas está tudo ultrapassado. Sempre disse que era mais fácil jogar num campo onde treinamos e onde melhor sentimos o calor dos nossos adeptos, manifestou Litos, convidando a todos os adeptos do futebol a acorrer em massa para apoiar o representante moçambicano na fase de acesso à Liga dos Campeões.