Mayweather e Pacquiao no combate do século

Aquele que já é chamado de combate do século, entre o norte-americano Floyd Mayweather (38 anos) e o filipino Manny Pacquiao (36), está a ser antecedido de uma enorme confusão na procura de bilhetes. É que, apesar de o recinto MGM Grand Garden Arena, de Las Vegas, palco do combate, ter capacidade para 16 800 pessoas, a organização do combate de boxe apenas colocou à venda mil ingressos para o público em geral.

BILHETES ESGOTARAM EM APENAS 60 SEGUNDOS

Por mais incrível que possa parecer, os bilhetes postos à venda quinta-feira última esgotaram em apenas… 60 segundos, provando, deste modo, que a procura dos mesmos era maior que a oferta. Os bilhetes mais baratos foram vendidos por 1500 dólares e os mais caros por 7500.

O interesse no combate entre Floyd Mayweather e o filipino Manny Pacquiao está tão intenso que a compra dos bilhetes online gerou também uma intensa luta, com os preços a subirem até valores ao nível do “megacombate”, havendo mesmo registo de um adepto que pagou 120 mil euros para o ingresso.

Os restantes bilhetes estão destinados a patrocinadores, familiares dos pugilistas e uma grande fatia irá para o casino do MGM Grand Garden, considerado o maior hotel do mundo, que tem incorporada a arena onde se realiza o evento.

O combate entre Mayweather e Pacquiao, aliás, será bastante rentável para o hotel. É que, segundo revelou Bob Arum, dono da empresa que promove o evento, é a MGM que tem “o maior número de entradas para venda”. Só que há requisitos que as tornam ainda mais inacessíveis, ficando apenas ao alcance dos melhores clientes do... casino do hotel.

MUITOS MILHÕES DE USD EM JOGO

Floyd Mayweather colocou no seu Instagram o contrato assinado para a luta com Manny Pacquiao. O acordo mais demorado da história do boxe vai propiciar aos fãs do boxe o duelo mais esperado dos últimos anos. Estima-se que Mayweather deva receber US$ 150 milhões, enquanto Pacquiao ficaria com uma bolsa de US$ 100 milhões.

A assinatura no sistema “pay-per-view” vai custar US$ 100 nos Estados Unidos. O duelo vai ser transmitido conjuntamente pelo canal Showtime e pelo canal HBO. Isso só ocorreu uma vez, em 2002, quando Mike Tyson enfrentou Lennox Lewis. Mayweather é patrocinado pelo Showtime e Pacquiao pelo HBO. Cada canal terá sua equipa de narrador, comentaristas e repórteres.

CONTRATO NÃO PREVÊ DESFORRA IMEDIATA

O contrato não prevê uma desforra imediata. O duelo vai ser na categoria de meio-médios: 66,678 quilos ou 147 libras. “Estamos negociando há três anos. Estou emocionado com o contrato assinado”, afirmou Stephen Espinoza, director de desportos do canal Showtime, acrescentando:

“Estamos orgulhosos e empolgados com o facto de termos ajudado essa luta a acontecer. Isso sempre esteve no topo das nossas prioridades, minhas e de Floyd. Floyd quer lutar com Pacquiao desde 2009, mas a infame cláusula de consumo de drogas fez com que a luta não acontecesse”, afirmou Stephen Espinoza, vice-presidente da Showtime, empresa que gerencia a carreira de Mayweather.

“Esta será uma grande luta. Eu confio que o nosso lutador (Pacquiao) sairá vitorioso”, disse Bob Arum, dono da Top Rank.

Mayweather começa como favorito na bolsa de apostas.